Entrevista com autor Benício Targas (ou será que foi com o Danilo Sena?)

Atualizado: 3 de Ago de 2019

Entrevista realizada em 26/07/2019, por Jana Lourenço









Nome: Danilo Sena

Perfil no Instagram: @beniciotargas

Livros publicados: Livros físicos são dois, "Tripálio" e "Sobre Ser", e um e-book na Amazon, "O Colecionador de Dores".




1. Vamos começar pela pergunta que não quer calar: Quem é o Benício Targas?


"Um cara estranho que mora em mim, gosta de ser chamado de 'O incendiário'. Benício nasceu quando todos os outros 'eus' resolveram se esconder. Resumindo, o Danilo é o cara legal, já o Benício, esse pode trazer grandes problemas."


2. Conte-nos como foi sua experiência em publicar seu primeiro livro. Os prazeres e dificuldades no trajeto.


"Foi uma experiência visceral. Decidi publicar meu primeiro livro no mesmo período que estava entregando meu TCC na faculdade. Meio que na minha vida inteira as coisas acontecem comigo quando estou sob pressão.

Aprendi tanto na primeira publicação, ter que ir além da escrita para conhecer como você faz uma coisa dessa acontecer. Mas no fim, é como um filho. Além disso, quando se é independente, é necessário desenvolver outros conhecimentos, por isso destaco que se não houver amor verdadeiro e um objetivo claro, você fracassará, muitas barreiras aparecem. Conhecer intimamente sua própria escrita é fundamental."


3. Quais são suas maiores referências literárias?


"Leio desde pequenino, li muito a bíblia, depois li histórias, fantasias. O Peregrino, de John Bunyan me cativou muito quando criança, mas Kerouac foi o estopim de tudo, abriu a minha mente para a escrita, parei de me esconder nos meus diários. Comecei então com Bukowski misturada às minhas experiências pessoais de sobrevivência, foi moldando meu estilo. Outros escritores que não posso deixar de citar, são: Oscar Wilde, Augusto dos Anjos e Drummond. Me influenciam bastante também. Acho que a acidez de todos é o ponto mais forte que me atrai."


4. Que livro está lendo no momento?


"Tô lendo Niestche, 'Sobre a Genealogia da Moral' hahahaha. Confesso que tô apanhando, e lendo 'Sobre o amor' do Bukoswki, que é lindo demais."


5. Você tem algum animal de estimação?


"Tenho sim, duas gatinhas lindas, Pérola e Clara, a alegria da minha família em casa."


6. Qual perfil de textos no Instagram que vale muito a leitura?


"Sou muito fã do Wally Wilde (@wallywilde), vejo nele uma elegância de escritor americano dos anos sessenta, além da crueza dos textos que me agradam muito."


7. Você tem alguma inspiração maior para escrever?


"Minha maior inspiração é a sobrevivência. É quase como respirar, comer, foder, cagar, saca? - Desculpe a franqueza das palavras, mas eu acredito que elevamos demais o ego dessas palavras para não serem ditas, porque, possivelmente, gerarão desconforto em alguém que as escuta. - O meu cotidiano me inspira o tempo todo."


8. Você pretende escrever mais livros?


"Sim, sou metódico, tenho em mente algumas coisas, umas bem adiantadas, outras ainda bem embrionárias, mas seis livros seria uma boa quantidade para eu ter um pouco de paz e finalmente apagar esse incêndio mental, deixar o Danilo viver em paz hahahaha."


9. Conte-nos o que achou do livro "Daquelas tardes no Leblon" do Jaime Filho.


"A escrita do Jaime são socos no estômago, enquanto você não for nocauteado, você não pode dizer que leu "Daquelas tardes no Leblon". Apesar de não o conhecer pessoalmente, é um grande amigo que a arte me proporcionou, que inclusive, deu pitacos e foi de grande ajuda como consultor no meu romance "O Estranho", que vai sair pelo Clube Frutificando. Uhuuuu!!!


'O verso é livre, o poeta não!'


Não há mais nada o que falar!


10. O que gosta de fazer nas horas vagas?


"Cinema é minha maior paixão, acreditem ou não, é maior do que escrever. Boa parte do tempo estou nos cinemas com a minha namorada Thaís (que aguenta minhas excentricidades diárias). Ver filmes, ler, escrever, ir ao bar, sinuca com os amigos, e não necessariamente nessa ordem."


11. Como está sendo sua experiência no Clube Frutificando?


"Não tenho do que reclamar, minhas dúvidas são sanadas prontamente, admiro a transparência do clube e, principalmente, a dedicação de vocês em fazer esse projeto continuar vivo, reforçando o que falei na segunda pergunta, sem amor a coisa não anda, e vocês, com certeza, amam tudo isso! Me sinto acolhido e feliz de fazer parte."


12. Uma utopia: " '1984' de George Owel, uma utopia linda, me mostra que nem a maior ditadura do mundo pode impedir o ser humano de descobrir novos sentimentos e acreditar neles, independente do que outros lhes disser.

Agora a utopia que eu imagino, um mundo vivendo em harmonia, sem maldade, somente o bem, respeito mútuo!"


13. Qual escritor(a) de Instagram que você gostaria que tivesse livro?


"Acho a escrita da Angélica (@pingosdepoesias) visceral, cheia de vida, transporta o leitor facilmente para a proposta de mensagem que quer passar em cada texto, um livro seria incrível, admiro sem demagogia e respeito bastante o seu trabalho!"


Obrigada, querido! Adoro seus textos e tô amando trabalhar no seu próximo livro. É uma honra sem tamanho. Acabei de comprar seu e-book na Amazon e será minha leitura de hoje.

Grata pela confiança!


Em caso de incêndio mental, não se esqueça, faça-me visitas!

Ei, leitor, deixe seu comentário sobre o que achou da entrevista.


Agradecemos a leitura. Até a próxima!

92 visualizações2 comentários

contato@frutosdapoesia.com

21-99515-1649  

©2018 by Frutificando - CNPJ 38.155.042/0001-74

Estrada do Pontal, 6870 - Recreio dos Bandeirantes - Rio de Janeiro -RJ

​Todos os itens da lojinha têm frete incluso, para endereços no Brasil

O prazo de envio é de 10 dias úteis.

Não entregamos para fora do Brasil

Site criado com muito ♥ por Janaína Lourenço

Comunidade Poética. Clube de publicação de livros. | Frutos da Poesia®