Coringa

Coringa

Por Vinícius Lobato em Serotonina



Quem nunca sentiu vontade de rir de uma maneira quase que incontrolável diante das situações absurdas do cotidiano? Daqueles momentos tão desesperadores que a gente tem vontade de chorar de raiva, mas sai uma risada engasgada, como que um mecanismo de defesa pra não acontecer um surto. É tão surreal que beira a piada, a comédia - "cadê as câmeras escondidas?", não há quem não faça incontáveis vezes esta pergunta para si mesmo, durante desgastantes rotinas diárias...


Bem, o "Coringa" que o diretor Todd Phillips levou para as telonas, foi moldado exatamente a partir desta exemplificação da vida real, descrita acima. Mas bom seria se a vida real fosse apenas uma linha reta de episódios que não se encaixam... Sabemos que não é assim. Então, Todd Phillips mostrou que entende a atualidade pela qual estamos passando - sabe o quão emocional, profunda, distorcida, complexa e suja, ela é; deu ao ator Joaquin Phoenix, um personagem que é usado como uma forma de catarse para tudo isso - um Coringa humanizado, fragilizado e programado pelas falhas sociais (feito uma bomba relógio).


Faço aqui uma breve crítica sobre o filme mais comentado do mês de outubro: "Coringa".


Aplaudido de pé por mais de 8 minutos no Festival de Veneza, o longa traz o vilão ou anti-herói da DC Comics, em uma adaptação menos caricata que as anteriores (meu profundo amor e respeito por elas, principalmente pela póstuma oscarizada de Heath Ledger), e claro, agora em sua tão aguardada produção sola.


Com o excelente Joaquin Phoenix à frente do papel, o dono da piada mortal mostra que uma fragilidade pode se tornar uma arma letal, se não for devidamente respeitada. O roteiro é uma resposta à sociedade cruel e provalecida que temos testemunhado... Perigoso? Concordo, claro que é... Mas isso porque verdades expostas em meio às mentiras implantadas por um sistema anacrônico, deveria ter sido uma atitude tomada há tempos - talvez por isso faça esse processo ser tão difícil e perigoso hoje; em contrapartida, vejo a cada dia, um número maior de pessoas conscientes disso... Portanto, é a normalidade com que viemos levando tantas coisas, que hoje fazem a polêmica, o frisson e o soar estimulante, provocativo; não o filme em si. Trata-se de um enredo extremamente adulto e necessário, não apenas algo extraído do universo HQ - é o caos transformado em obra de arte! Penso que todos devem assistir (ao menos quem tem idade para tal), como se fosse uma "lição de casa" dada pelo professor Coringa.


Se você se sentir incomodado com a abordagem do filme, não saia da sala de cinema, mude alguma coisa aí dentro de si próprio.


Aguardo por dias com menos risadas engasgadas...

0 visualização

contato@frutosdapoesia.com

21-99515-1649  

©2018 by Frutificando.- Janaína Lourenço 288.838.608-96

Endereço: Estrada do Pontal 6870 Recreio Rio de Janeiro-RJ

​Todos os itens da lojinha têm frete fixo de R$10,00 para endereços no Brasil,

com prazo de entrega de 10 dias úteis.

Não entregamos para fora do Brasil

Site criado por Janaína Lourenço